You are currently viewing História da Matchbox

História da Matchbox

matchbox

A história da Matchbox pode ser definida como a história das miniaturas diecast. Pioneira na fabricação dessas miniaturas, a Matchbox inovou e revolucionou o mercado de brinquedos com o lançamento dessas miniaturas. Logo, várias outras marcas surgiram para compartilhar esse mercado. Mas como tudo começou?

Há quase 70 anos a Lesney revolucionou o mercado de brinquedos. John W. Odell (Jack Odell), Leslie Charles Smith e Rodney Smith fundaram a empresa, que recebeu o nome da combinação dos nomes de Leslie e Rodney – Les – ney. 

A Matchbox foi criada pela Lesney Products em 1953. A Lesney começou a fabricar brinquedos diecast em 1948. Porém, a variedade de brinquedos criados até então refletia a falta de foco da companhia. Em 1953 foram fabricados versões menores dos primeiros brinquedos fabricados pela Lesney. O primeiro deles foi a carruagem da coroação da Rainha Elizabeth II, que vendeu mais de um milhão de unidades.

Matchbox Coronation Coach
Carruagem de coroação da Rainha Elizabeth II

Mas a miniatura que abriu o caminho para o sucesso da empresa foi um rolo-compressor, o Road Roller, que acabou se tornando o primeiro modelo da série 1-75. Juntamente com ele foram lançados o Muir Hill Dumper e o Cement Mixer. Nessa época, as miniaturas não tinham janelas ou interiores. Eram feitos inteiramente de metal e tinham cerca de 5cm de comprimento.

O sucesso foi tão grande que isso se tornou o foco da Lesney e, assim, nasceu a série 1-75, juntamente com o nome Matchbox, devido à embalagem onde as miniaturas eram embaladas, que lembrava uma caixa de fósforos. A partir daí a linha se tornou bem popular devido à falta de concorrentes no mesmo nicho e aos preços acessíveis. O sucesso foi tanto que o nome Matchbox passou a ser uma palavra genérica para descrever pequenos carros de brinquedo, qualquer que fosse a marca.

Nos primeiros anos da série 1-75, a Lesney foi comercializada e distribuída pela Moko, que tinha 50% de participação na Matchbox. Isso aconteceu até 1959, quando a Lesney comprou a participação da Moko na empresa, iniciando um período de crescimento em vendas e tamanho.

Durante a década de 50 e 60 outras linhas foram lançadas. Models of Yesteryear (Modelos do passado) apresentou versões de veículos clássicos de vapor e das primeiras eras automotivas. A série King Size foi incluída em 1960 e apresentava caminhões e tratores, passando a ser diversificada a partir de 1967.

Em 1968 a Matchbox era a marca de miniaturas diecast mais vendida no mundo. Diferentemente dos modelos iniciais, agora eles tinham cerca de 7cm de comprimento e possuíam janelas e interiores de plástico. Alguns modelos ainda apresentavam pneus, partes móveis e alguns outros acessórios.

Foi quando a Mattel introduziu no mercado os Hot Wheels com as revolucionárias rodas de baixo atrito. Embora apresentasse veículos menos fiéis à escala e, muitas vezes, veículos de fantasia, ele eram atraentes, pintados com cores metálicas brilhantes e comercializados de forma agressiva com vários acessórios como pistas de corrida e similares. Outro foco da Hot Wheels foi introduzir veículos americanos em sua linha. Pouco depois, outro concorrente, Johnny Lightning, também baseado nos Estados Unidos, entrou no mercado. Com a chegada da Hot Wheels e Johnny Lightning as vendas da Lesney nos Estados Unidos despencaram.

Ao mesmo tempo, o mercado britânico também já estava sendo atacado por concorrentes.

A resposta da Lesney foi rápida com o lançamento da linha Superfast. A linha Matchbox de 1969 teve que passar por uma transformação para incluir as rodas de baixo atrito e novas cores. Inicialmente foi uma linha estranha, pois as rodas eram estreitas, já que a empresa precisava de tempo para reequipar a série e acomodar pneus largos.

No meio dos anos 70 a Matchbox voltou a ser uma força no mercado mundial, com a atualização e modernização de suas linhas. Ao mesmo tempo a Lesney passou a entrar em contato com colecionadores, enviando representantes a encontros e eventos e pesquisando sobre o interesse de colecionadores.

Isso resultou na introdução de veículos comerciais na série Models of Yesteryear. Os primeiros lançados foram duas vans, uma Talbot e um Modelo T, com publicidade de época para itens como o chá Lipton e Coca-Cola. Isso rapidamente se expandiu incluindo edições limitadas de modelos feitos para outros países, ou a pedido de empresas como Nestlé e Harrod’s. Esses itens, por terem tiragem limitada, eram altamente desejáveis por colecionadores e empresas patrocinadoras, além de serem lucrativos para a Matchbox.

No final da década de 70 o clima econômico no Reino Unido não estava bom. Embora continuasse a vender bem, a Lesney estava em dificuldades financeiras e acabou falindo em junho de 1982.  A marca Matchbox, alguns equipamentos da linha de produção, moldes e outros ativos foram vendidos para a Universal Toys e David Yeh. Jack Odell. Parte dos equipamentos tornaram-se propriedade de Jack Odell, um dos fundadores da Lesney. Ele continuou a comercializar a linha Yesteryear com a marca Lledo.

David Yeh reorganizou a Lesney e a renomeou como Matchbox International Ltd. Embora não fosse mais uma empresa britânica, a produção continuou na Inglaterra de forma limitada até meados da década de 1980. Porém, a maior parte da produção foi transferida para Macau. Durante esse período a Matchbox também adquiriu os direitos da marca Dinky. 

Devido aos altos custos de mão de obra e falta de trabalhadores qualificados em Hong Kong e Macau, a empresa terceirizou a sua fundição para a China. Surgiu, assim, a primeira empresa de brinquedos em joint venture entre Hong Kong e Xangai, chamada Shanghai Universal Toys Co, Ltd. 

O primeiro lote de Matchbox fabricado na China chegou no mercado em 1985. Isso durou até 1990, quando se encerrou a produção de Matchbox em Macau. Entre 1990 e 1992, os Matchbox foram produzidos sob licença pela Yongtai Toys Company. Em 1992 a Matchbox foi comprada pela Tyco Toys, que teve sua divisão de brinquedos comprada pela Mattel em 1997 unindo, então, as rivais Hot Wheels e Matchbox na mesma empresa. 

Essa compra não foi vista de forma agradável pelo mercado de colecionadores Matchbox devido à grande rivalidade existente entre Matchbox e Hot Wheels. Para os colecionadores de Matchbox, a linha Hot Wheels era inferior e menos atraente e surgiu o temor de que a Mattel aplicaria à Matchbox o mesmo conceito existente na Hot Wheels. A Mattel garantiu a todos que cada linha continuaria a sua produção de forma independente, e que o planejamento era de que a Matchbox continuaria a produzir veículos mais realistas, enquanto os veículos de fantasia seriam sempre direcionados à Hot Wheels. 

Porém, em 2003, a Mattel reformulou quase que a linha completa dos Matchbox e lançou os Ultra Heroes, uma série de veículos de fantasia. O mercado não respondeu bem e a linha foi descontinuada rapidamente. No ano seguinte, com uma nova equipe, a Matchbox retornou às raízes produzindo modelos realísticos e bem detalhados.

Desde então a Mattel mantém as duas marcas no mercado, cada uma com suas próprias qualidades e características. Vários colecionadores de miniaturas são clientes fiéis das duas marcas. Porém, ainda existem os colecionadores que não deixam a rivalidade morrer: defendem com fervor uma das marcas e não perdem a oportunidade de expor suas opiniões explicando porque uma marca é melhor que a outra.
Qual a sua preferida?

Curtiu o nosso artigo? Clique nos botões abaixo para compartilhar nas redes sociais.